Posts Tagged ‘ortodontia’

De que materiais são feitos os aparelhos ortodônticos autoligados?

A escolha é feito pelo especialista? Tire essa e outras dúvidas sobre os aparelhos ortodônticos autoligados!

A tecnologia está hoje em dia em todas as áreas do conhecimento e a ortodontia avançada não foge desta regra. Muito pelo contrário, novos designs, novos materiais e novas técnicas são fundamentais para que os tratamentos modernos sejam mais rápidos, seguros e com menos dores do que antigamente. Os aparelhos ortodônticos autoligados são um exemplo disso.

O nosso blog já falou sobre os vários benefícios que um aparelho autoligável tem em relação ao seu irmão mais velho, o aparelho fixo convencional, e agora vamos explicar como estas vantagens puderam ser atingidas. O primeiro fator a se entender é que houve uma evolução dos materiais usados na fabricação dos aparelhos ortodônticos.

Várias possibilidades

No passado, o uso de um aparelho para corrigir o alinhamento dos dentes estava diretamente ligado a um sorriso metálico. Esqueça esta premissa!

Claro que ainda hoje é possível usar um aparelho metálico. E isso pode até ser uma vantagem do ponto de vista financeiro, uma vez que ele é mais barato.

Já quando falamos sobre os não metálicos, eles estão disponíveis para quase todos os tipos de tratamentos. Uma grande vantagem é que eles tendem a ser muito mais discretos. Grande parte das pessoas que buscam por esta estética mais elegante optam pelos aparelhos estéticos feitos com safira, pois eles são translúcidos.

Outro material bastante procurado por quem busca aparelhos ortodônticos autoligados é a cerâmica. Ela apresenta uma coloração um pouco mais opaca se comparado ao feito com safira. Além disso, eles não absorvem cor ao longo do tratamento e são muito eficazes.

É importante saber, contudo, que o custo deste aparelho é maior. Mas como ele vai ser usado por um bom tempo pode compensar.

Confie no profissional especializado

É claro que o seu ponto de vista deve sim ser colocado ao ortodontista no momento da escolha do aparelho que será usado por um bom período de tempo, mas saiba que a decisão final deve ser de quem é especialista no assunto e tem experiência para tomar a decisão mais acertada. Somente um profissional capacitado vai conseguir avaliar com exatidão o caso e propor a melhor forma de fazer um determinado tratamento

A estética é sem dúvida um ponto importante a ser levado em consideração durante a escolha dos aparelhos ortodônticos autoligados, mas a decisão final não pode ser baseada apenas neste ponto.

A verdade é que são muitos aspectos mais técnicos que o ortodontista precisa conhecer para fazer a avaliação mais correta. Os braquetes autoligados funcionam de maneira diferente em relação aos convencionais e este é mais um fator a ser levado em conta, por isso, confie na opinião do profissional especializado.

Saiba muito mais

Quando falamos sobre os tipos de aparelhos ortodônticos é natural que muitas dúvidas apareçam. Navegue pelo nosso blog e descubra quais são os tipos de aparelhos quais são os mitos e verdades sobre eles.

Você também pode entrar em contato com a nossa clínica em Sorocaba e agendar uma consulta.

Aparelho autoligado estético: descubra 5 motivos para investir neste tratamento!

Apesar de ser uma opção com valor diferenciado em comparação a outros aparelhos, o aparelho autoligado estético traz muitas vantagens!

Se engana, e muito, quem pensa que um aparelho ortodôntico é coisa de adolescente. É cada vez mais comum o uso por adultos, afinal, os benefícios são muitos. Pode-se melhorar a fala, a mastigação, a digestão e ainda ter um sorriso mais bonito após o tratamento.

A indústria entendeu a necessidade e tratou de encontrar soluções que tornam o aparelho muito mais discreto, seja para adultos ou para adolescentes. Por isso, foram introduzidos novos materiais como a safira e a porcelana tornam o aparelho autoligado estético quase que transparente. Por isso, trazem grandes vantagens estéticas para quem o escolhe.

Há casos, inclusive, em que o aparelho autoligado é mais recomendado. Por exemplo, quando há necessidade de expansão da arcada dentária. Outros problemas muito bem atendidos por este tipo de aparelho são a mordida cruzada ou aberta, casos de alinhamento dos dentes, alterações ósseas, entre outras.

O blog do consultório da doutora Luciana Pupo selecionou cinco benefícios do aparelho ortodôntico autoligado que podem fazer com que um paciente opte por ele antes do início do tratamento. Confira!

1) O aparelho quase não é percebido

A questão estética já afastou muita gente de um tratamento. Não querer passar longos meses com o sorriso metálico característico dos aparelhos de antigamente era muito comum. Hoje, a realidade é outra e dá para encarar o tratamento com um aparelho que quase não é percebido no dia a dia.

2) Não perde nada para a versão metálica

A tecnologia da ortodontia autoligada faz com que o aparelho autoligado estético não perca absolutamente nada em termos de eficiência comparado com a versão fixa convencional. Ou seja, ao final do tratamento, o resultado será tão bom quanto o apresentado por um aparelho convencional.

3) Ao contrário, têm vantagens!

O resultado final é o mesmo, mas é mais rápido. Segundo pesquisas, o tempo de tratamento com aparelhos autoligados pode ser até 80% menor do que o aparelho fixo convencional.

4) Apresenta alta resistência

Claro que existem cuidados a serem tomados, como evitar alimentos muito duros. Mas em geral a resistência de aparelhos confeccionados com safira ou porcelana não perde nada para outros tipos de materiais usados nos aparelhos convencionais.

5)Mantêm-se transparente

Os materiais com os quais o aparelho autoligado estético é feito mantêm a transparência por bastante tempo e, com alguns cuidados, resistirão sem manchas até o fim do tratamento.

Entre estes cuidados estão a higienização sempre perfeita e ainda é preciso evitar alimentos com muitos corantes (naturais ou não), vinho tinto, café, curry, açaí, refrigerantes e cervejas. E, é claro, o cigarro que já é inimigo da saúde, também pode causar manchas.

_

Tem dúvidas? Entre em contato conosco! O consultório da doutora Luciana Pupo é sinônimo de excelência em ortodontia em Sorocaba e tem todas as tecnologias necessárias para um perfeito diagnóstico de um problema nos dentes e as soluções de tratamento para eles. Quanto ante um eventual problema é diagnosticado, mais rapidamante ele pode ser resolvido. Não adie o início do seu tratamento!

Conheça 5 benefícios do aparelho ortodôntico autoligado

Listamos as melhores vantagens do aparelho ortodôntico autoligado em relação ao modelo convencional.

Se você está iniciando um tratamento com um aparelho ortodôntico, vai ter como primeiro passo a escolha do aparelho. Caso você tenha dúvidas entre a escolha de um aparelho fixo convencional ou um aparelho ortodôntico autoligado, é fundamental conhecer os benefícios que este segundo tipo tem.

Aqui é importante ressaltar que os dois tipos vão te levar até o objetivo final. Mas o percurso pode ser bem menos espinhoso com o aparelho ortodôntico autoligado, afinal, ele é mais moderno. Listamos neste post cinco benefícios que ele tem em relação a um modelo fixo convencional. Vamos lá!

1) Permite maior movimentação

A ortodontia avançada criou uma tecnologia que permite que o modelo autoligado tenha maior poder de fazer a movimentação necessária para a correção dos problemas dentários. Explicando melhor: ao contrário do que acontece nos aparelhos convencionais, os braquetes autoligados têm um atrito reduzido, possibilitando o uso de forças mais suaves para a movimentação desejada. Isso significa maior conforto ao paciente que está submetido ao tratamento.

2) Ele é bem mais estético

Mais uma característica relacionada à tecnologia. Como o aparelho autoligado não precisa das famosas borrachinhas, ele tem um designe bem mais limpo e discreto. Quer dizer que ele não vai chamar tanta atenção no dia a dia. É um tratamento aliado da estética e da saúde!

3) Proporciona mais higiene

Quem já usou um aparelho fixo convencional sabe bem a dificuldade de fazer a mais completa higienização. O aparelho ortodôntico autoligado, justamente pela ausência das borrachinhas, é mais simples e torna a higienização bem mais rápida e simples, evitando assim o aparecimento de cáries ou placas nos dentes.

4) O tratamento é mais rápido

O modelo autoligado proporciona o tratamento mais rápido do que com o convencional. Este benefício também está ligado à possibilidade de se usar forças diferentes das que o aparelho convencional proporciona. Existem pesquisas que indicam que o tempo de uso do aparelho pode cair até 80% quando se usa o aparelho ortodôntico autoligado em vez do aparelho fixo convencional.

Cabe aqui dizer que um resultado mais rápido depende necessariamente de um grau elevado de comprometimento do paciente. Se as visitas de manutenção não forem feitas corretamente, se a higienização perfeita não for um hábito, este tratamento, consequentemente, também sofrerá com atrasos.

5) Menos visitas ao dentista

Quando se usa um aparelho convencional, deve-se fazer uma visita mensal ao ortodontista para que ele possa fazer a manutenção adequada no aparelho. Já quando o paciente usa o parelho autoligado, as visitas podem ser feitas a cada 60 dias. Este maior espaçamento é possível porque a ligação do braquete com o fio ortodôntico fica ativa por mais tempo. Em outras palavras, o aparelho fica “apertado” por mais tempo que o aparelho convencional, resultado da diminuição do atrito.

Saiba muito mais

Em Sorocaba, o consultório da doutora Luciana Pupo é reconhecido por sua excelência no atendimento e nos tratamentos oferecidos. Se você tem dúvidas ou deseja um diagnóstico de como estão os seus dentes, faça uma visita!

Fio dental x aparelho dental: veja como contornar a dificuldade!

Como utilizar o fio dental para fazer limpeza do aparelho dental!

Muito se fala sobre a dificuldade de usar o fio dental quando se tem um aparelho dental, por outro lado, a tarefa não é tão simples, mas é necessária para manter a higienização perfeita do aparelho dental.

Também é preciso de um pouco de paciência, por outro lado, com treino, você verá que é bem mais simples do que se pensava.

Basta se adaptar ao aparelho e compreender a técnica correta de limpeza com o fio dental.

Por que é tão importante?

Antes de mais nada, a estrutura do aparelho pode ficar com resíduos e precisa ser removido, caso isso não ocorra, os restos, em especial os que contém açucares, favorecem o aparecimento de cáries.

Além disso quando estamos falando de higienização estamos falando igualmente da escovação correta e do uso de  enxaguante bucal.

A principio, seguir todos os passos da boa higienização é cuidar da saúde da sua boca.

Certamente, é o investimento destes minutos preciosos que são necessários para manter o sorriso bem lindo!

Qual é o tipo de fio dental mais adequado?

Quem usa aparelho dental sabe que passar o fio dental pode levar até o dobro de tempo em relação a uma pessoa que não tem o aparelho. É preciso cuidado com cada dente, cada vão, e isso realmente vai realmente tomar algum tempo.

Se você usar um fio dental não encerado, pode ser que solte fiapos após o contato com os braquetes e arcos, por esse motivo, busque sempre uma opção entre os fios dentais encerados no mercado.

E quando o fio dental é usado por crianças com aparelho?

Neste caso é muito difícil exigir que elas façam este trabalho sozinhas. Papai e mamãe terão que colocar a mão na massa para ajudar os pequenos.

Sente-se em um local muito bem iluminado, na mesma altura da boca de seu filho, e faça todo o processo com calma.

Uma boa música ou aquele desenho favorito do seu filho na TV podem ajudar bastante nesta hora!

O passa fio ortodôntico funciona bem?  

Sim, o passa fio funciona bem, é barato e será uma ferramenta importante para te ajudar a passar o fio dental. Você pode passar o fio por entre o aparelho e alcançar espaços que seriam muito difíceis de serem alcançados.

Não tenha medo de expor as suas dúvidas

Em hipótese alguma deixe de expor qualquer uma das suas dúvidas a um profissional de ortodontia. Existem mitos e verdades sobre o aparelho ortodôntico e é natural que quem o usa, tenha muitas dúvidas na cabeça.

Qual escova usar para não comprometer a saúde dos dentes?

Quais são os cuidados com a alimentação que devemos tomar quando usamos um aparelho dental? Nosso blog vai abordar todas estas dúvidas e você está convidado para continuar navegando por aqui.

Enfim, converse com a nossa equipe e marque consulta em Sorocaba no consultório da doutora Luciana Pupo.

Até a próxima!

O uso do aparelho dentário durante a gravidez é permitido?

Gestantes e o uso do aparelho dentário.

Essa é uma pergunta recorrente aos profissionais de ortodontia, existe alguma contraindicação para o uso de aparelho dentário por gestante?

A resposta é, pode ser utilizado normalmente durante a gravidez, porém, alguns cuidados são necessários pois o nível de hormônios favorece as inflamações de gengivas.

Vamos entender melhor!

Ocorrem mudanças na boca da futura mamãe durante a gravidez?

Toda  mulher sofre algumas mudanças no nível de hormônios durante a gravidez, e com a boca não é diferente.

Existe um mito de que a mulher perder dentes durante a gravidez, mas não é sustentado por nenhum estudo. Outro mito é o de que a mulher perde cálcio porque o organismo o direciona para a formação dos ossos do bebê. Isso também não é verdadeiro!

O que pode ocorrer são inflamações, principalmente de gengiva. Esta inflamação é conhecida como gengivite gravídica.

Gengivite gravídica

Este é o nome da inflamação aguda da gengiva vivida por mulheres durante a gravidez.

É preciso intensificar os cuidados com a limpeza, como o uso do fio dental, escova de dentes e com os enxaguastes bucais, sempre seguindo as recomendações do dentista ou do ortodontista.

Estes cuidados levam em conta outras ferramentas para a limpeza de qualquer tipos de aparelho ortodôntico, como escovas interdentais, fios dentais ortodônticos, aparelhos de jato de água ou até um fio dental elétrico.

Manutenção do aparelho dentário sempre!

O primeiro ponto é redobrar os cuidados em casa, mas é sempre uma ótima ideia consultar o profissional de ortodontia responsável pela manutenção do aparelho dentário.

É importante deixar a manutenção em dia! Além disso, não são necessárias grandes mudanças no cuidado que a grávida já tem com os dentes.

 Retomando: cuide muito bem da limpeza dos dentes, do aparelho dentário e visite o seu dentista para fazer a manutenção deste aparelho.

Estas regras valem para qualquer tipo de aparelho ortodôntico?

Sim, não importa se a gestante usa um aparelho fixo, ortodôntico autoligado ou mesmo um lingual. Manter a boa higienização e as visitas ao ortodontista são regras básicas para qualquer pessoa, não somente as grávidas.

Se você quer saber mais, faça um diagnóstico completo em Sorocaba na clínica da doutora Luciana Pupo.

Acompanhe o nosso blog, vem aí muitas informações sobre tratamentos dentários e saúde bucal.

Até a próxima!!!

Qual a diferença entre ortodontia e ortodontia avançada? Conheça!

Entenda o que é a ortodontia avançada e como esse tipo de tratamento pode te beneficiar.

A busca por melhora nos tratamentos é constante dentro da ortodontia. Por isso, novo aparelhos, novos materiais e novas tecnologias estão sempre em teste para se criar novas possibilidades nesta área da odontologia. E é justamente nesse contexto que se encaixa a ortodontia avançada.

Nesse artigo, vamos falar um pouco mais sobre esse conceito e como ele se diferencia da ortodontia tradicional.

O que é ortodontia avançada

A ortodontia visa a harmonia entre dentes, lábios e ossos maxilares levando a um equilíbrio facial adequado. Seu objetivo é melhorar não apenas a estética como, também, todo o sistema mastigatório.

Podemos dizer que a ortodontia avançada não esquece este conceito, a diferença está no caminho que se percorre em busca dessa harmonia. Isso porque, para devolver a harmonia do sorriso, função mastigatória e estética dental, a ortodontia avançada acredita que é indispensável a integração de diversas especialidades. Dentre elas estão a periodontia, ortodontia, prótese, implante; além de otorrinolaringologista e fonoaudióloga.

O planejamento de cada caso conta com a visão e a integração de profissionais de todas essas áreas multidisciplinares, resultando em um tratamento abrangente, eficaz e duradouro.

O ortodontista

O profissional que exerce a ortodontia é chamado de ortodontista (um cirurgião-dentista especialista em ortodontia). Para conquistar este título é necessário cursar cinco anos de graduação em odontologia e depois mais três anos de especialização na área.

Este profissional está apto a intervir, prevenir interceptar ou corrigir problemas de posicionamento dentário, de oclusão (mordida) e quaisquer outras disfunções dento-faciais.

O tratamento

Quando um dos problemas citados acima é diagnosticado é necessário um tratamento ortodôntico. Não existe uma idade máxima para que se realize o tratamento.

No início, o tratamento causa uma certa sensibilidade, principalmente logo após a colocação do aparelho. Também após os ajustes praticados pelo ortodontista durante as consultas de manutenção do aparelho ortodôntico.

É fundamental na busca pelos resultados que o paciente siga todas as orientações apresentadas pelo ortodontista, em especial sobre a correta higienização do aparelho e dos dentes para que os detritos não causem problemas gengivais, periodontais, manchas brancas ou cáries dentárias.

Tipos de aparelhos ortodônticos

Existem vários tipos de aparelhos dentários e você pode encontrar as características deles aqui no nosso blog. Em geral, eles são divididos em fixos e móveis, e os principais são:

  •         Aparelho fixo;
  •         Aparelho fixo estético;
  •         Aparelho móvel;
  •         Expansor palatino;
  •         Aparelho alinhador;
  •         Aparelho lingual;
  •         Aparelho ortodôntico autoligado.

Consulte sempre um especialista

Agora você já sabe que o especialista na área que vai fazer o melhor diagnóstico do alinhamento dos seus dentes e sugerir o tratamento mais adequado para corrigir possíveis imperfeições é o ortodontista.

Em Sorocaba, o consultório da doutora Luciana Pupo é reconhecido por sua excelência no atendimento e nos tratamentos oferecidos. Ele é especializado no diagnóstico e planejamento ortodôntico integrado com as outras áreas da odontologia como periodontia e reabilitação oral. O objetivo é transformar o seu sorriso com o que há de melhor e mais moderno em tratamento odontológico, em um ambiente agradável e sofisticado.

Se você tem dúvidas ou deseja um diagnóstico de como estão os seus dentes, faça uma visita!

6 diferentes tipos de aparelho ortodôntico e suas funções

Conheça mais sobre os tipos de aparelho ortodôntico mais comuns!

Já que há diferentes problemas que podem acontecer na boca de uma pessoa, é lógico que existem diferentes tipos de aparelho ortodôntico. Cada um deles tem o seu próprio objetivo, enquanto alguns buscam soluções estéticas, outros buscam soluções de problemas funcionais.

O blog do consultório da doutora Luciana Pupo mostra neste post os seis tipos de aparelhos ortodônticos mais comuns. Confira!

1) Aparelho fixo

Este tipo de aparelho é, em geral, utilizado para alinhar os dentes do paciente com objetivos meramente estéticos ou ainda por motivos funcionais. Este tratamento tem como finalidade harmonizar o sorriso e a oclusão. Funciona assim: uma série de pequenos braquetes, que podem ser feitos de diferentes materiais (metal, plástico ou porcelana) “moldam” a posição desejada, fazendo com que os dentes assumam um novo posicionamento. Existem vários tipos de aparelho fixo e todos têm a função dentro da ortodontia de correção dentária.

2) Aparelho fixo estético

O aparelho ortodôntico fixo estético é uma versão mais discreta do modelo metálico. Por isso, seu funcionamento é exatamente idêntico, a diferença é no material usado para a fabricação dos braquetes, feitos de policarbonato, porcelana ou safira. Por causa do material usado, é possível fazer com que os braquetes tenham diversas cores (inclusive transparente ou da cor do dente), deixando aquele sorriso metálico para o passado.

3) Aparelho móvel

O aparelho móvel tem como função fazer pequenas movimentações dos dentes. Além disso, tem o objetivo de reorganizar as funções da boca, como a deglutição, a mastigação, a respiração e a fala. O aparelho móvel influencia diretamente no desenvolvimento ósseo da arcada e por isso é o aparelho ideal para dentes pequenos. Os tratamentos, quando têm crianças como pacientes, em geral usam este tipo de aparelho.

4) Aparelho expansor palatino

O expansor de palatino tem a função de promover um ganho transversal na largura do palato, o céu da boca. Ele é indicado para jovens que precisam corrigir mordidas cruzadas (quando a região posterior do arco superior é muito estreita em relação ao arco inferior). Com ele também é possível liberar espaço para a dentição anterior muito apertada.

5) Aparelho lingual

A forma de funcionamento é a mesma dos aparelhos tradicionais, o que muda é o design do aparelho e o local da aplicação. Em vez de colocá-lo na parte da frente dos dentes, o ortodontista irá o instalar na face interna. O aparelho lingual é recomendado tanto para adultos quanto para adolescentes, desde eles já tenham todos os dentes permanentes.

6) Aparelho alinhador

Este é um dos tipos de aparelho ortodôntico que têm como função o alinhamento dos dentes. Porém, tem a vantagem de ser bem discreto. Tanto que há quem o conheça como “aparelho invisível”. Os alinhadores transparentes são fabricados com acetato transparente e tem a aparência muito próxima das placas de clareamento dentário, no entanto são mais rígidos.

__

Há ainda outros tipos de aparelhos, como o aparelho ortodôntico autoligado, mas este é um assunto que abordaremos em um outro post. Tem dúvidas? Converse com a gente ou ainda marque uma consulta!

Qual a idade ideal para usar aparelho nos dentes?

Entenda como funciona o uso de aparelho nos dentes em cada fase da vida.

Seu sorriso te incomoda por causa do posicionamento dos seus dentes? Sua mastigação não é perfeita? A solução pode ser mais simples do que você pensa: um tratamento ortodôntico. Isso mesmo, alguns meses de “sorriso metálico” podem ser a solução permanente. E olha que hoje em dia, com as novas tecnologias de aparelho nos dentes, o sorriso pode nem ser metálico.

Os designs, as tecnologias e os materiais usados nos aparelhos nos dentes vêm passando por mudanças e há vários tipos para os mais variados problemas. Neste artigo vamos explicar que é possível o uso destes aparelhos em todas as idades, para os mais variados problemas. Vamos lá!

Crianças

Existe um mito relacionado à ortodontia de que crianças não podem usar aparelho, afinal elas ainda não têm a dentição permanente. No entanto, alguns odontopediatras costumam a fazer uso da chamada ortopedia funcional. Ela tem como principal função corrigir problemas que necessitem de modificação do osso da boca. A mordida cruzada e a falta de espaço para nascimento dos dentes permanentes são dois destes problemas.

Em geral, quando há necessidade do uso de um aparelho nos dentes de crianças, é usado um aparelho móvel, confeccionado em acrílico e metal. Claro, a decisão de se usar um aparelho nesta fase da vida tem que ser tomada em conjunto com um bom profissional da área de ortodontia.

Adolescentes

Essa é uma fase muito importante na conquista da autoestima. Por isso, um aparelho nos dentes pode até ser um transtorno em um primeiro momento, mas os resultados que ele trará vão compensar este sacrifício.

Além do mais, hoje em dia os aparelhos podem até ser considerados como um acessório fashion. Aquele sorriso metálico que citamos no início do texto pode ganhar novas cores. Trocar as cores das borrachinhas acaba se tornando uma brincadeira nesta fase da vida. E ainda há a possibilidade do uso de um aparelho transparente.

Normalmente o tratamento pode começar a partir dos 11 anos. Isso porque é a partir dessa idade que as raízes dos dentes já suportam a pressão da correção que será feita pelo aparelho.

Adultos

O aparelho ortodôntico em adultos também é uma realidade. Afinal, incorreções no sorriso podem trazer grandes efeitos tanto na vida social quanto na vida profissional. Não existe limite de idade. É possível, inclusive, usar um aparelho dentário durante a gravidez, inclusive.

Na vida adulta, a procura geralmente é por um aparelho estético, bem mais discreto do que as versões metálicas. O objetivo é a busca por um sorriso mais bonito. Porém, também há casos em que o tratamento busca solucionar algum tipo de problema funcional.

Visite um profissional

Há vários tipos de aparelho ortodôntico, tudo depende da função que ele exercerá e, como vimos acima, ele pode ser usado em qualquer idade. Problemas estético e de mastigação podem ter um impacto realmente muito pesado na vida de uma pessoa e consultar um profissional da área de ortodontia é o início da solução deste problema.

Após tratamento com aparelho ortodôntico os dentes podem voltar?

 

Essa é uma má notícia para quem usou um aparelho ortodôntico por um bom tempo! Sim, após o tratamento os dentes podem voltar à posição original. A boa nova para quem vive esta situação é com alguns cuidados é possível evitar essa situação.

Preparamos este post para que depois de tanto esforço você não veja os seus dentes voltando ao que eram antes. Para começar, vamos entender o que acontece no nosso corpo.

O corpo humano é dinâmico!

O nosso corpo está em constante mudança, não importa em que fase da vida nós estamos. Essas mudanças em cada uma das partes do nosso corpo são moldadas pelos nossos hábitos.

Note, por exemplo, que pessoas que praticam esportes aquáticos tendem a ter ombros mais largos. Este é um processo natural, uma vez que os exercícios feitos por um nadador fortalecem a região, deixando-a mais desenvolvida.

Agora, imagine uma pessoa que que tem o hábito de roer as unhas. Este ato vai ter um impacto na sua dentição, do mesmo modo que a natação tem para um atleta. Desta forma, roer as unhas pode ser um fator determinante para que os seus dentes voltem para a posição inicial após o uso do aparelho ortodôntico. O bruxismo, que é o ranger dos dentes durante o sono, pode ter ação similar.

O corpo tem uma programação

Todo o nosso corpo está programado para se desenvolver de uma determinada forma. Isso é verdade também quando falamos sobre a nossa boca e a posição dos dentes. Após o uso do aparelho, pode haver uma tendência de que o seu corpo “queira voltar” à posição inicial.

Por isso, é necessário o uso da contenção (fixa ou móvel) após o fim do tratamento com qualquer um dos tipos de aparelho ortodôntico. A contenção tem como objetivo conter os dentes em seus devidos lugares durante o processo de em que o organismo refaz ou reorganiza as fibras, assegurando que os dentes sejam mantidos estáveis na nova posição.

Faça visitas periódicas ao ortodontista após a retirada do aparelho ortodôntico

Muita gente procura o ortodontista para levar seus filhos, para entender a necessidade de um aparelho ortodôntico para adultos e para fazer a manutenção do aparelho ortodôntico. Porém, se esquecem de visitá-lo após a retirada do aparelho, imaginando que o caso está finalizado. Saiba que não está!

A melhor forma de evitar qualquer problema de volta dos dentes à posição inicial é seguir à risca os retornos previstos pelo profissional de ortodontia que está acompanhando os eu caso. Ele terá os recursos adequados para entender o real momento do seu tratamento e após avaliar o nível de movimentação da arcada e irá apresentar os novos passos do tratamento.

Se você tem dúvidas sobre o uso de aparelhos ortodônticos, tratamentos possíveis, siga navegando pelo blog e aprenda mais sobre a ortodontia. Também entre em contato conosco e marque uma consulta. Quanto mais rápido você procurar uma solução, mais rápido o seu problema será resolvido.

Page 1 of 2
1 2

Contato

Comece e termine seu dia com um sorriso!

Horário de Atendimento Telefônico

Seg a Sexta: 9h as 12h e das 13:30h as 17h
15 3011-1925 / 15 3233-8164

Av. Washington Luís, 1222 sala 08 - Sorocaba - SP

contato@lucianapupo.com.br