Posts Tagged ‘aparelho autoligável’

Existe mais de um tipo de aparelho autoligável? Como é feita a escolha?

Conheça as variações de aparelho autoligado e suas diferenças fundamentais.

Para começar bem este post é importante entendermos bem o que é um aparelho autoligável e suas diferenças em relação a um aparelho fixo convencional. Ambos buscam exercer forças sobre os dentes para que eles adotem um novo e correto posicionamento na arcada dentária. Entretanto, diferença está na forma que esta força é exercida.

Nos modelos convencionais, as borrachinhas sustentam o arco com a pressão desejada. Mas o atrito natural faz com que essa força seja perdida com o tempo. É isso que gera a necessidade da visita mensal ao ortodontista para a “calibragem” dessa força.

Por não contar com as borrachinhas, a ortodontia avançada descobriu uma maneira de, com menos atrito, manter a força desejada mais estável. Assim é possível reduzir tanto o tempo do tratamento, quanto a necessidade de visitas ao profissional especializado. Em geral, quando se usa um aparelho autoligável, essas visitas devem ser feitas a cada 60 dias.

Para quais casos é recomendado o aparelho autoligável?

Dentes apinhados, mordida cruzada, mordida aberta e de dentes que nascem fora do lugar são casos em que o aparelho autoligado é mais recomendado

Conhecendo os tipos

Agora que você já conhece o princípio de funcionamento deste aparelho, vamos aos três tipos de aparelhos autoligáveis.

Existem os aparelhos autoligados passivos e ativos. Estes dois tipos, conforme já foi explicado acima, têm o mesmo sistema no qual não é necessário o uso da borrachinha. Também há um tipo chamado de interativo que concentra habilidades dos dois outros.

Aparelho autoligável passivo

Nos aparelhos passivos, o fechamento do braquete não exerce tanta pressão no arco ortodôntico. Por isso faz com que ele tenha um desempenho melhor na movimentação dos dentes do que no controle da rotação e da inclinação deles.

Aparelho autoligável ativo

Já nos aparelhos ativos, a pressão do braquete sobre o arco ortodôntico é maior. Isso possibilita (ao contrário do aparelho passivo), um melhor controle na rotação e na inclinação dos dentes. Há também, por isso, um desempenho menor na movimentação dos mesmos.

Aparelho autoligável interativo

Este tipo de aparelho busca agregar as principais características desejáveis dos sistemas ativo e passivo. Isso é possível com o uso do chamado braquete interativo. É uma peça que tem como característica um mecanismo de fechamento em níquel-titânio diferente, permitindo tanto a ação passiva quanto a ativa sobre o fio ortodôntico.

É claro que a decisão sobre qual é o tipo de aparelho ortodôntico mais aconselhável para cada caso deve ser tomada por um profissional especializado em ortodontia autoligada. É ele quem tem todas as informações para diagnosticar caso a caso. Além de avaliar as opções disponíveis no mercado, tanto em termos de custos quanto nos benefícios para o tratamento.

Saiba muito mais

O blog do consultório da doutora Luciana Pupo foi desenvolvido para esclarecer o leitor sobre os problemas ortodônticos e suas soluções e você está convidado para continuar navegando e conhecer muito mais sobre o assunto e nos mandar críticas, dúvidas e sugestões.

Caso seja necessário, você também pode marcar uma consulta e conversar pessoalmente.

Contato

Comece e termine seu dia com um sorriso!

Horário de Atendimento Telefônico

Seg a Sexta: 9h as 12h e das 13:30h as 17h
15 3011-1925 / 15 3233-8164

Av. Washington Luís, 1222 sala 08 - Sorocaba - SP

contato@lucianapupo.com.br